Sesi Franca Basquete termina o ano com grandes resultados das categorias de base

23/12/202110:21- atualizado às 11:38 em 23/12/2021

O Sesi Franca Basquete mostrou, mais uma vez, o porquê é considerado um dos principais times de formação do país. Neste ano, suas categorias de base fizeram bonito e garantiram títulos em diversas categorias.

Com um trabalho totalmente integrado entre a comissão técnica da equipe adulta e da base, o Sesi Franca se diferencia no cenário nacional e proporciona aos seus atletas um ambiente propício ao desenvolvimento integral, inclusive com treinos e jogos junto ao time principal.

“O planejamento de todo o trabalho do Sesi Franca Basquete é realizado em conjunto pelos técnicos, preparadores físicos e fisioterapeutas, desde o sub-14 até o adulto. Todo mundo contribui para a criação do programa de todas as categorias. Funciona como em uma escola, na qual o conteúdo é progressivo: o atleta vai se formando à medida que passa de uma categoria para outra”, explicou o supervisor técnico Lula Ferreira.

RESULTADOS

O time sub-14 foi campeão da Liga Regional de Basquete, campeão do Interior e 3º lugar no Estado. Lucas Pires foi eleito o melhor jogador da categoria na Liga Regional.

O elenco sub-15, representado pelos atletas do sub-14, também conquistou o título da Liga Regional de Basquete. Neste campeonato, o técnico José Aníbal Limonta (Zezinho) foi considerado o melhor técnico, tanto do sub-14 como do sub-15. A equipe sub-16 ficou com a terceira colocação do Campeonato Paulista.

O time sub-18 disputou duelos emocionantes contra o Paulistano e garantiu o título estadual. O elenco sub-20 também teve atuação de gala e foi campeão paulista. Por fim, o Sesi Franca Basquete disputou a Liga de Desenvolvimento sub-22 com seus atletas sub-20 e terminou com o relevante terceiro lugar.

Ambas as categorias (sub-18 e sub-20) tiveram, ao longo do ano, um trabalho muito próximo ao time adulto, com treinamentos, orientações e participação dos atletas nas partidas oficiais.

“Um diferencial do nosso time é que, a partir do sub-17, as categorias estão integradas ao elenco principal. Os atletas de destaque já treinam e jogam com o adulto, alguns apenas na fase de treinamento, outros fazendo parte do elenco, inclusive com titularidade como é o caso do Márcio, Adyel e Edu Marília. É um trabalho intenso da comissão técnica, que precisa avaliar semanalmente diferentes categorias e calendários. Gostaria de ressaltar o empenho de todos e a importância desse projeto que olha para a formação do atleta e não apenas para os resultados e os títulos”, finalizou Lula.

NOSSO LEMA

“As categorias de base não jogam para ganhar títulos, jogam para FORMAR ATLETAS. A categoria adulta não joga para ganhar títulos, joga para FAZER HISTÓRIA!"